Maringá é eleita a melhor cidade do Brasil para se viver

Maringá é a melhor cidade do Brasil para se viver, e o mercado imobiliário continua aquecido.

Hoje, dia 9 de fevereiro de 2021, a Revista Exame divulgou a lista do Índice de Desafios da Gestão Municipal (IDGE) de 2020, da consultoria Macroplan. Maringá está mais uma vez no topo do ranking.
É considerada a melhor cidade para se viver no Brasil. O ranking do IDGE é construído a partir de um índice sintético que reúne 15 indicadores em 4 áreas: educação, saúde, segurança e saneamento. 

Segundo o próprio site do Desafios da Gestão Municipal, Maringá teve a melhor posição em Saneamento e Sustentabilidade: 3ª posição.
A posição nas outras áreas foi: 5ª em Educação, 5ª em Saúde e 42ª em Segurança. A cidade melhorou sua posição no ranking em 1 área, e perdeu posições em 2 áreas, nos últimos dez anos: Educação (sem alteração de posição); Saúde (-3 posições); Segurança (-7 posições); e Saneamento e Sustentabilidade (+4 posições).

Alguns dados mostram que o setor imobiliário é um dos principais responsáveis pelo crescimento econômico da cidade.
Ainda em 2020, Maringá ficou entre as 30 melhores cidades do país para investimentos imobiliários, segundo a empresa de consultoria e inteligência Urban Systems. 

Como revelou o site Maringá Post, os dados são calculados por meio do IQM® – Índice de Qualidade Mercadológica – e se baseiam em indicadores como empregos no setor com média e alta remuneração; crescimento de estabelecimentos comerciais; crescimento das empresas do setor da construção civil; novos domicílios por faixa de renda e crescimento das empresas de serviços.

Segundo levantamento da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), os melhores desempenhos, com alta de 0,9% nas operações de compra e venda de imóveis em 2020, são de Maringá. O que fez com que o mercado imobiliário da cidade atingisse o maior número de vendas desde 2014. De acordo com indicadores do mesmo levantamento, outro fator facilitou o crescimento da venda no setor imobiliário: a taxa de juros mais baixa, criando condições favoráveis para obtenção de financiamentos e créditos.

Dados revelados pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Paraná (Sinduscon-PR/Noroeste) mostram que a construção civil foi o segmento que mais abriu vagas de trabalho em Maringá, de janeiro a setembro de 2020. Foram mais de 10,2 mil empregos com carteira assinada. Um acréscimo de cerca de 4% em comparação com o final de 2019.

Dados da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) mostram que a venda de imóveis novos em setembro de 2020, comparados com o mesmo período do ano anterior, subiu 13,5%. A comercialização de 13.438 unidades em setembro é a maior para um único mês desde maio de 2014, quando foram vendidas 14.116 unidades habitacionais.

Nem a crise de 2020, que veio junto com a pandemia, foi capaz de impedir o crescimento da Cidade Canção e retardar as obras dos empreendimentos imobiliários. Maringá mantém boa qualidade de vida e a Opção segue inovando no mercado, sempre com a motivação de satisfazer e superar a expectativa dos clientes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *